Nannotrigona testaceicornis

Iraí


Vídeos
Foto da operária
Detalhe da cabeça da operária
Entrada da colmeia
Interior da colmeia

Informações gerais: A iraí mede aproximadamente 4mm Sua distribuição geográfica abrange um imenso território de clima tropical que se estende do Norte do Paraná aos EUA. As colônias são medianamente populosas, por volta de 2.000-3.000 indivíduos. Os locais de nidificação são ocos variados em muros de pedra, tijolos vazados, cabaças, ocos de árvore. É também comum na cidade. É uma espécie de fácil manejo, muito mansa e comum em locais muito quentes.

Entrada da colmeia: A entrada é um tubo geralmente curto feito com cerume pardo ou escuro. Essa espécie constrói uma porta nova todos os dias. Pela manhã, desmancham a rede de cerume que construíram na tarde anterior, e as abelhas-guardas formam um círculo em torno da entrada. No final da tarde a entrada é construída novamente.

Interior da colmeia: O ninho apresenta um exoinvólucro resinoso e duro, as vezes crivado, para permitir aeração. O exoinvólucro limita o ninho na cavidade. Os favos são espiraladados e as células de cria construídas em baterias, isto é, muitas células são simultaneamente construídas pelas operárias , a rainha põe o ovo nelas em seqüência e as células são fechadas também em seqüência. As rainhas são criadas em células maiores, chamadas de células reais, mas rainhas miniaturas podem ser encontradas . Os potes de alimento são pequenos e ovóides, com cerca de 1,2 cm de diâmetro. Produz um invólucro composto por várias camadas de cerume fino e claro ao redor do favo. Esta espécie produz depósitos de própolis viscoso, puro.

Publicações

1994-IMPERATRIZ-FONSECA VL, CRUZ-LANDIM C, MORAES RLMS, ZUCCHI R. Dwarf queens in Nannotrigona testaceicornis. In: INT. CONG. IUSSI, 12, Paris, Abstracts p. 442.

1994-MALAGODI-BRAGA KS, KLEINERT AMP, IMPERATRIZ-FONSECA VL. Use of floral resources by Nannotrigona testaceicornis. In: INT. CONG. IUSSI, 12, Paris, Abstracts p. 464.

1997-IMPERATRIZ-FONSECA VL, CRUZ-LANDIM C, MORAES RLMS. Dwarf gynes in Nannotrigona testaceicornis. Behaviour, exocrine gland  morphology and reproductive status. Apidologie 28: 113-22.