Melipona marginata

Manduri

Vídeos
Foto da operária
Detalhe da cabeça da operária
Entrada da colmeia
Interior da colmeia: ninho no centro e alguns potes de alimento à esquerda (parte superior)

Informações gerais: A manduri mede aproximadamente 7mm Sua distribuição geográfica vai desde América Central até Argentina e Estado de Santa Catarina e São Paulo. As colônias são pouco populosas, por volta de 300 indivíduos. Os locais de nidificação são principalmente ocos de árvore, podendo ocorrer também em paredões de taipa.

Entrada da colmeia: A entrada típica está no centro de estrias convergentes de barra. Passa apenas uma abelha de cada vez.

Interior da colmeia: Essa espécie apresenta favos de cria horizontais ou helicoidais. Não apresenta células reias. Em torno dos favos de cria há um invólucro frequentemente bem desenvolvido. Nesse invóluvro podem ser encontrados pedaços endurecidos de própolis na forma de moeda. Devem ser antigos depósitos de própolis. Os potes de alimento têm 3-5cm de altura. Pode apresentar refúgios coletivos de rainhas virgens, no meio ou abaixo dos potes de alimento.

Publicações

1987-KLEINERT-GIOVANNINI A, IMPERATRIZ-FONSECA VL. Aspects of the trophic niche of Melipona marginata marginata Lepeletier. Apidologie, Paris, 18: 69-100.

1992-KLEINERT-GIOVANINNI, A. Dominance in colonies of Melipona marginata. Ann. XXXII Int. Apic. Congr. Apimondia, Rio de Janeiro, p. 67-69.

1994-KLEINERT AMP, IMPERATRIZ-FONSECA VL. Virgin queens refuges in colonies of Melipona marginata. Revta. Brasil. Biol., 54: 247-261.